Encontro da Pastoral Familiar do Cone Sul no Chile

Encontro da Pastoral Familiar do Cone Sul no Chile

fotoportada565f4b4852ffd_02122015_1249pmDesde segunda-feira, 30/nov/2015, estiveram reunidos na casa de retiros São Francisco de Sales, em Santiago do Chile, 25 agentes que participam das Comissões Nacionais da Pastoral Familiar da Argentina, Brasil, Paraguai e Chile.

O encontro, convocado pelo Departamento de Família, Vida e Juventude da CELAM, é acompanhado por Mons. Alberto Bochatey osa., e pelo pe. Antonio José Velázquez e quer socializar os resultados conclusivos do I Congresso Latinoamericano de Agentes da Pastoral Familiar, realizado no Panamá, em agosto de 2014, e busca contribuir com algumas propostas de linhas de ação pastoral que deem suporte à evangelização das famílias e à gestação de algumas orientações Latinoamericanas de Pastoral Familiar.

Em um agradável ambiente de fraternidade e eclesialidade, os agentes estiveram compartilhando a beleza de suas vidas e o caminhar da Pastoral Familiar em cada um dos países. Também tiveram um tempo de trabalho por delegações para refletir e responder à consulta sobre a aplicação que acontece nos países do Cone Sul das orientações sobre família que foram propostas no Documento de Aparecida.

As celebrações eucarísticas e os momentos de oração foram uma instância de encontro profundo com o Senhor e entre os irmãos, filhos do mesmo Pai.

Fonte: CELAM.org

Nova coordenação nacional da Pastoral Familiar

\"Da

Conforme noticiado pelo site da Comissão Nacional da Pastoral Familiar – CNPF, ocorreu a 38ª Assembleia Nacional da Pastoral Familiar, em Brasília, nos dias 28, 29 e 30/mai/2014. Um dos pontos da pauta do evento foi a eleição da nova coordenação nacional.

Publicamos abaixo a notícia do site da CNPF sobre os novos coordenadores, Verônica Melz e Roque Rhoden, e os vices reeleitos, Marivone e Volnei Exterkoetter.

 

O casal Roque Rhoden e Verônica Melz, do regional Oeste 2, assume a coordenação nacional da Pastoral Familiar, e Marivone e Volnei Exterkoetter, do regional Sul 4, foram reeleitos vice-coordenadores, para o quadriênio 2014-2017. A eleição ocorreu durante a 38º Assembleia Ordinária da Pastoral Familiar, realizada entre os dias 28 e 30 de março, em Brasília.

O bispo de Camaçari (BA) e presidente da Comissão Episcopal para a Vida e a Família da CNBB, dom João Carlos Petrini, disse esperar que \”a Pastoral Familiar continue essa caminhada de crescimento e presença capilar em todas as dioceses\”. Segundo dom Petrini, \”a pastoral tem levado às regiões mais afastadas do Brasil a luz de Cristo sobre a família”.

De acordo com o assessor da Comissão Episcopal para a Vida e a Família e secretário executivo da Pastoral Familiar, padre Rafael Fornasier, a coordenação nacional eleita tem bastante trabalho pela frente. O assessor explica que a Comissão está em sintonia com os preparativos do Sínodo Extraordinário sobre a Família. “Estamos em sintonia com a Igreja na busca de caminhos abertos e novos para o serviço a família no Brasil por meio das atividades da Pastoral Familiar”, disse padre Rafael.

Na foto, os membros da Comissão Vida e Família e da Comissão Nacional da Pastoral Familiar: Roque e Verônica (coordenadores), Marivone e Volnei (vice-coordenadores), dom João Carlos Petrini (presidente), dom Antônio Augusto (membro), padre Rafael Fornasier (assessor) e dom Marcos Piatek (membro).

 

6a Peregrinação Nacional da Família e 4o Simpósio em Aparecida

\"Cartaz

Iniciada em 2009 com o nome de Peregrinação Nacional em Favor da Família, a reunião de fiéis em Aparecida (SP) para refletir e rezar pelas famílias do Brasil e do mundo, chega à sua sexta edição. Naquele já longínquo ano não tivemos um simpósio, mas uma catequese familiar conduzida por dom João Carlos Petrini, na época um dos conselheiros da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família, hoje presidente da mesma. Tudo começou no XII Congresso Nacional da Pastoral Familiar realizado no Rio de Janeiro, em 2008, quando dom Orlando Brandes, arcebispo de Londrina e então presidente da Comissão, anunciou um evento que mostraria a presença e a força da família brasileira, em um encontro que, com o tempo, viria a tornar-se uma tradição. A motivação do prelado era o Dia Internacional da Família, criado pela ONU em 1994, e comemorado no dia 15 de maio.

Na primeira edição tivemos cerca de 20 mil pessoas que se somaram aos fiéis que sempre estão presentes no Santuário Nacional, alcançando juntos a marca de 120 mil pessoas em visita à Aparecida naquele domingo, há cinco anos atrás.

Ano após ano, a peregrinação foi assumindo formas quase diferentes para reunir não somente a Pastoral Familiar, mas todos os movimentos, associações, serviços e demais grupos da Igreja Católica e da sociedade ligados à família e ao resgate de seus valores básicos – fé, educação cristã e verdadeiramente cidadã, fraternidade, solidariedade, caridade, justiça, paz, entre outros – e a defesa da vida que tem na família seu berço mais adequado e sua defesa mais legítima.

Neste ano de 2014, mais uma vez a Comissão Nacional da Pastoral Familiar organiza o encontro de fé e de formação – uma catequese para a família – com o tema “Família: caminhar com a luz de Cristo e a sabedoria do Evangelho”.

Dom Petrini disse ao site da CNBB que a Peregrinação “É um momento muito importante, não somente para rezar e apresentar as necessidades das nossas famílias à Virgem Maria, mas também para refletir e aprofundar sobre a nossa caminhada e perceber como a luz de Cristo pode iluminar a nossa realidade cotidiana de vida em família”. Ele ainda destacou que acredita, diante dos desafios da vida em família, “ser uma ilusão viver sem Deus”.

Com o tema deste ano, a CEPVF e a CNPF desejam levar aos participantes uma reflexão sobre a vivência da espiritualidade em família, tendo como referências a luz de Cristo e o Evangelho. “Não podemos viver somente com aquilo que nos oferecem. Precisamos de um ponto de referência maior, para sermos permanentemente alimentados na capacidade de amor, de doação e serviço recíproco no interior da família e na sociedade”, enfatiza dom Petrini.

Entre os conferencistas convidados estão o bispo de Palmas-Francisco Beltrão (PR) e doutor em Ciências Bíblicas, dom José Antônio Peruzzo. Ele falará sobre a espiritualidade da família. Foi convidada também a poetisa Adélia Prado, que dará seu testemunho sobre a vida em família.

Como nos anos anteriores, teremos uma missa televisionada pela TV Aparecida no domingo, 25/mai. Será a celebração das 8h, no Santuário Nacional. Está prevista também a apresentação da orquestra de jovens do Santuário durante o 4º simpósio.