Realizada em Sao Paulo a 36a Assembleia da Comissão Nacional da Pastoral Familiar

\"36a

Seguindo o tema do VII Encontro Mundial do Papa com as Famílias, que aconteceu em junho de 2012, na cidade de Milão, Itália, foi realizada a 36ª Assembleia da Comissão Nacional da Pastoral Familiar – CNPF. A família: o trabalho e a festa foi a motivação que levou bispos, padres, religiosos e leigos dos Regionais da CNBB que compõem a coordenação nacional da Pastoral Familiar até a Casa de Oração da Cidade Regina, das Irmãs Paulinas, na Rodovia Raposo Tavares, São Paulo.

O encontro teve início no final da tarde da sexta-feira, 09/nov, quando os participantes foram recebidos para a Santa Missa presidida por dom Raymundo Damasceno. Durante a homilia, o cardeal arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, enfatizou a importância da família e lembrou pontos importantes sobre o tema do Encontro Mundial. “É muito importante a reflexão dessa assembleia: família: trabalho e festa. Duas dimensões da vida humana.” O cardeal lembrou que o trabalho é feito para o homem para o sustento da casa e para o crescimento das capacidades da pessoa. E que a festa tem maior valor quando inserida na realidade da fé e do encontro dominical da família como Senhor. Seguiu-se o jantar e logo após a apresentação da programação a ser desenvolvida nos dois dias seguintes feita pelo casal coordenador nacional da pastoral, Vera e Raimundo Leal.

\"O

Os trabalhos do sábado foram abertos com a celebração da Santa Missa presidida pelo cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Scherer. No dia dedicado à memória de são Leão I, que segundo dom Odilo foi um grande defensor da fé nos difíceis tempos do século quinto. Foi tomando como ponto de partida esse pensamento que o cardeal fez sua homilia ressaltando a questão da fé e retomando pontos de reflexão do Sínodo dos Bispos, realizado entre os dias 07 e 28/out, em Roma. A nova evangelização para a transmissão da fé cristã passa pela ação da família e na família no dia a dia. Dom Odilo ressaltou que não é somente o clero o responsável pela nova evangelização, mas toda a comunidade dos batizados: “Todos são chamados a ação santificadora, privilegiados por terem sido chamados a serem filhos de Deus, discípulos de Jesus Cristo, chamados à santidade, enviados em missão. Todos!” O cardeal participou do café da manhã com todos os participantes da assembleia.

Os trabalhos então foram sendo desenvolvidos em conformidade com a programação sugerida. Entre os assuntos tratados pelo grupo estiveram o a análise da caminhada da Pastoral Familiar no ano de 2012, a apresentação dos trabalhos a serem desenvolvidos em 2013 – entre eles a 5ª Peregrinação Nacional da Família em Aparecida e o 3º Simpósio da Família na Canção Nova -, e as novas publicações para o trabalho com os jovens e com as famílias. Também foram feitas diversas reflexões acerca da transmissão da fé pela família, concluindo que esse seria um tema privilegiado para o XIV Congresso Nacional da Pastoral Familiar que está previsto para ser realizado no em setembro de 2014, no Maranhão – Regional Nordeste 5.

\"Filósofo

Houve também, na manhã do sábado, uma conferência sobre a Teologia do Corpo, proferida pelo padre polonês, filósofo e professor do Pontifício Instituto pela Família “João Paulo II”, de Roma, Merecki Jaroslaw, que apresentou um breve apanhado do pensamento desenvolvido pelo Bem-aventurado papa João Paulo II desde a época em que era o cardeal. Os participantes puderam ter então um primeiro contato com essas catequeses que falam sobre a importância do corpo humano, que segundo o saudoso papa “revela no visível aquilo que é invisível”.

Estiveram presentes ao encontro, dom João Carlos Petrini, bispo de Camaçari e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família; dom Antonio Augusto Dias Duarte, bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro, e membro da Comissão; dom Joaquim Justino Carreira, bispo de Guarulhos e também membro da Comissão; dom Emílio Pignoli, bispo emérito de Campo Limpo e responsável pela Pastoral Familiar do Regional Sul-1. Além destes, mais três bispos se fazem presentes: Philip Dickmans – Bisp Miracema do Tocantins (TO), Tarcisio Nascentes dos Santos – Bispo de Duque de Caxias (RJ), dom Segismundo Martinez Alvarez – Bispo de Corumbá (MS). Além deles, estiveram presentes os padres assessores nacionais da CNPF, Rafael Fornasieri, assessor eclesiástico para a vida e Wladimir Porreca, assessor eclesiástico para a família. Juntaram-se ao grupo mais seis padres assessores dos Regionais da CNBB e uma religiosa, ir. Ivonete Kurten, FSP, que assessora a Pastoral Familiar no Regional Sul-1.

O sábado foi encerrado com uma apresentação cultural de moda de viola que animou todos os participantes do evento.

\"Dom

No domingo, dom João Carlos Petrini presidiu a última missa do evento, e enfatizou em sua homilia alguns pontos importantes. Falou sobre a entrega se cada pessoa pelo bem do outro seguindo o exemplo de Jesus, pois a felicidade está fazer-se “dom sincero e total de si para o bem e felicidade de outros”. Falou também que “A nossa fé começa quando estamos diante dessa realidade e a percebemos. E começamos a intuir, a nos dar conta dessa presença decisiva (do exemplo de Jesus para nossa vida)”. Ele, refletindo ainda as leituras do domingo, reforçou que é preciso dar não somente do que sobre, mas daquilo que nos é essencial, partilhando. Na manhã do domingo foram feitas as últimas considerações, votações e foram dirimidas mais algumas dúvidas. Foi também finalizado e aprovado o calendário nacional da Pastoral Familiar para 2013. O encontro foi encerrado às 12h30 com o almoço.

Alguns dos participantes permaneceram na Casa de Oração, onde participarão até a quarta-feira, 14/nov, do Encontro Nacional de Formação para Assessores que tem como tema A família no magistério de João Paulo II com ênfase na Teologia do Corpo, que será feita pelo pe. Jaroslaw.